Make your own free website on Tripod.com
SUPERANDO TRAUMAS E HOMESICK


O cansaço da chegada
Alguns(as) au pairs se sentem extremamente cansados quando chegam aos Estados Unidos. Outros(as) se sentem assim alguns dias depois da chegada. Outros(as) não se sentem nem um pouco cansados. Se você se sentir assim, é bom saber como provavelmente vai ser:
pode ser o cansaço de uma longa viagem,
a ansiedade de sentir um(a) estranho(a) num lugar não familiar,
um horário instável de sono - vá para a cama cedo para que rapidamente você se acostume com a rotina de dormir à noite e ficar acordada(o) durante o dia.
comida diferente – a princípio você pode achar mais confortável achar comidas que são familiares ou similares às que você come em casa. Um dia com seus host parents ao supermercado pode ajudar. À medida que você for se acostumando a viver nos Estados Unidos você irá se sentir melhor e querer experimentar novos tipos de comida “americana”.

O cansaço pode também se relacionar com a língua. Mesmo se o inglês for sua língua nativa, ouvir ao inglês “americano” vai ser diferente ao que você ouvia.
você também pode ficar com o estômago estranho. Avise o pessoal da orientação ou a sua host family se você precisar de medicamentos para esses sintomas. Não tenha medo de pedir ajuda!

Se você tem dificuldades em entender algo, peça à pessoa para repetir o que disse e falar mais devagar. Pratique o inglês o máximo que puder na orientação e resista à tentação de falar português com seus(as) amigos(as) au pairs.

“Choque cultural”
O “choque cultural” acontece quando tudo que é familiar a uma pessoa é tirado dela. Quando você deixar sua casa você vai deixar o que é familiar para você, por exemplo:
a família
os amigos
a casa
sua cama
a comunidade
a comida
lojas
as coisas que você gosta de fazer

Tudo nos Estados Unidos e muitas coisas que você vai ver e fazer na hora em que chegar vão ser novas. Isso é uma das coisas mais emocionantes dessa viagem na qual você vai embarcar.
Há muitos sintomas desse “choque cultural”. você pode:
se sentir tomada(o) pela saudade de casa (homesick);
se sentir irritada(o) ou de mau humor;
sentir vontade de chorar do nada;
se sentir mais sensível por qualquer problema que apareça,
chorar a “perda” de amigos e familiares;
se tornar insuportavelmente tímida(o);
se tornar muito crítica(o) do modo que os americanos fazem as coisas apenas pelo fato deles serem diferentes de você;
comer demais ou ter dificuldade para dormir.

Superando o “choque cultural”
Os sintomas podem ser muito severos ou suaves e você pode se sentir muito surpresa(o) de estar sentindo o “choque cultural”. Reconhecer que ele pode acontecer com você e que você pode supera-lo é o melhor jeito de lidar com o “choque cultural”.
Mesmo que você se sinta assim quando você chega, dois ou três meses antes ou qualquer outra hora é importante entender que a vasta maioria das pessoas consegue superar. É importante dizer para a sua família e lembrar que seus(as) amigos(as) au pair e sua conselheira podem te ajudar.

O “choque cultural” da sua host family
É possível que algumas famílias sintam uma forma de “choque cultural” também, embora ninguem pense nisso. Ninguém leva em consideração as coisas que fazemos. Cada pessoa assume que o modo de vida que leva é “natural” ou “certo”. Ao hospedar você como um visitante internacional, sua host family vai perceber que existem alternativas. você e sua família podem perceber que o seu jeito de lidar com as coisas é melhor ou mais “certo”. você pode se sentir na defensiva ou protetora e é importante que você reconheça e aprecie as diferenças. Aprender que o modo de vida do outro não é necessariamente “errado”, apenas “diferente” é importante. Lembre-se que a troca de culturas foi o principal motivo pelo qual você foi escolhida(o).